A forma como as empresas comunicam com os seus stakeholders tem sofrido mutações nos últimos anos, especialmente para dar resposta a transformação digital que assistimos.

Mas nem tudo são más noticias, neste artigo vou mostrar 7 motivos para a sua empresa investir num blog corporativo.

O que é um Blog

Hoje em dia ouvir falar de blogs ou bloggers é algo quase incontornável, quer seja nos canais de comunicação mais tradicionais como a televisão ou rádio, ou através de canais digitais como é o caso das redes sociais.

Contudo, existe uma perceção generalizada de que os blog se destinam apenas a jovens que passam o dia a “falar” de um determinado assunto nas redes sociais.

Um blog pode ser considerado um website com conteúdos informativos, cujas entradas são designadas por artigos de blog ou posts, ordenados cronologicamente, podendo ser dispostos por categoria.

Vídeo

Blog Corporativo

Na sua essência, um blog corporativo é uma extensão natural do conceito de blog, com pequenas nuances.

O blog corporativo é um canal de marketing que tem como objectivo aumentar a visibilidade do seu negócio ou marca.

É o sitio ideal para disponibilizar conteúdo informativo, educacional, entre outros de forma a atrair pessoas qualificadas para o seu negócio entregando conteúdo relevante.

7 motivos para a sua empresa ter um Blog Corporativo

1) Aumentar a notoriedade da marca

Como todos sabemos, construir uma marca é algo demora vários anos, um processo moroso e constante no tempo.

A criação de conteúdo relevante fará com que o seu público alvo passa a olhar para a sua marca como uma empresa actual e focada em criar valor.

Por essa razão, vai poder afirmar-se como uma autoridade

2) Destacar-se da concorrência

Se parar por um segundo para olhar para os seus principais concorrentes, quantos se encontram a tirar proveito de um blog?

Exacto! Provavelmente nenhum, ou quase nenhuns.

Existe uma história que ilustra bem esta situação…

Uma empresa decidiu enviar dois vendedores para o deserto para venderem sapatos.

Depois de uma semana, regressam à empresa e o primeiro vendedor, lavado em lágrimas, afirma que o deserto é o pior sitio possível para vender sapatos porque as pessoas andam todas descalças.

Por sua vez o segundo vendedor, reconheceu o potencial de venda instalado, tendo achado incrível o facto de ninguém ter sapatos e como tal bateu o recorde de vendas, tornando-se no melhor vendedor da empresa.

Não é pelo facto dos seus concorrentes não apostarem em determinada estratégia, que esta implique insucesso.

Existem várias razões para que tal aconteça, desde a resistência à mudança, ausência de uma equipa de marketing, competências digitais, entre outros.

3) Geração de Leads

O blog é também um sitio excelente para gerar leads, potenciais oportunidades de venda.

Quanto mais artigos de qualidade produzir, mais tráfego qualificado vai conseguir atrair e com o aumento dos níveis de envolvimento é garantido que vai começar a gerar leads num ápice.

Ao investir no blog da sua empresa estará a estimular o diálogo com a sua audiência.

4) Crescimento da mailing list

A  utilização de um blog é também uma forma de aumentar a sua mailing list.

Ao fornecer conteúdos de elevado valor ou exclusivos, tem legitimidade para solicitar a subscrição da sua base de dados em troca de um estudo, e-book, ou template.

A título de exemplo, no final deste artigo vai poder fazer o download de um template para calcular o seu orçamento de marketing, algo que levei vários anos a criar e aperfeiçoar.

A partir do momento que estou a entregar algo de valor acrescentado a custo zero,  é legítimo pedir a subscrição da newsletter em troca.

5) Melhorar o posicionamento nos motores de busca

Outro aspecto muito relevante é o posicionamento orgânico.

Os motores de busca como a Google adoram websites que actualizam com frequência os seus conteúdos.

É um dos mais de 200 factores que são analisados para determinar o S.E.R.P – Search Engine Ranking Page que basicamente corresponde á posição que o seu website ocupa para determinada pesquisa.

Ao produzir artigos de blog, vai dar um empurrão na sua estratégia de S.E.O – Search Engine Otimization, num dos canais mais desejados e competitivos do Marketing Digital.

6) Dar resposta a a temas e perguntas

Existem muitos aspectos que permanecem por esclarecer e acabam por gravitar à volta dos seus produtos ou serviços, sendo praticamente impossível sintetizar toda a actividade da empresa ou sector, na página de produto.

A premissa do passado “o segredo é a alma do negócio” deixou de fazer sentido. Como cliente, sentir-se-ia seguro a fazer negócio com uma empresa que aparenta ter receio em abrir o jogo consigo ou preferia comprar a uma empresa com uma atitude construtiva e transparente.

Não se esqueça que consumidor informado é consumidor comprador!

7) Foco no cliente

Posso desde já garantir que a determinada altura do processo vai pensar que a sua empresa não tem tópicos interessantes para partilhar com a sua audiência, mas todos nós temos histórias para contar e envolver.

É esta necessidade que o vai conduzir ao epicentro do seu negócio, o seu cliente.

Mais tarde ou mais cedo, vai querer oscultar os seus clientes para perceber os tópicos que estes gostariam de ver esclarecidos, porque só faz sentido produzir conteúdo que vá ao encontro das suas necessidades ou desejos.

Um das técnicas que poderá usar para identificar os tópicos mais procurados na sua indústria é fazer uma pesquisa de palavras chave, utilizando ferramentas próprias para o efeito.